PenBBS

My new PenBBS has arrived and it’s s great performer. It’s also a very nice pen and it’s quality is really superb!

Here you can see some quick notes I’ve taken during a talk. It’s really a joy to write with it!

Outro motivo pelo qual gosto imenso de canetas de tinta permanente…

P_20191208_164113.jpg

…é o facto de poder tratar delas, como se de um animal de estimação se tratassem! 😀 Está nova! E, agora, é só escolher uma nova tinta e voltar a usar!

This is another reason why I love fountain pens: the fact that we can take care of them, like if they were our loved pet! 😀 And, now, it’s new! Time to choose a new ink and get back to writing!

Sumi ink

P_20180406_155709

Quem nunca usou a pedra de tinta e a tinta em barra não sabe o que perde! Como é natural, estou a falar de caligrafia e de algumas das ferramentas mais antigas que o homem criou para escrever. O resultado é uma tinta absolutamente fabulosa! E escrever com ela é um prazer!

Um mês de “bulletjournaling”

Porque pode dar jeito a alguém interessado, aqui fica um breve relato do que foi o primeiro mês de utilização do meu Bullet Journal, BuJo para os amigos…

A minha utilização deste versátil tipo de agenda/caderno de anotações permitiu-me efectuar, ao longo deste mês, uma melhor e mais fácil organização pessoal e profissional. Representou uma maior facilidade em manter um registo organizado das minhas várias actividades/tarefas e a sua utilização resultou na eliminação total de papéis soltos com notas ou listas de tarefas a realizar e numa maior objectividade na análise do que é realmente prioritário e do que não é.

Para se ver que este tipo de agenda/caderno de anotações realmente funciona, aqui fica um simples exemplo: as notas que deram origem a esta publicação, que agora partilho convosco, estão espalhadas por várias páginas separadas do meu Bullet Journal, mas estão absolutamente bem organizadas, não estragando quaisquer outros apontamentos e foram extremamente fáceis de localizar!

Para que tudo isto fosse possível, foi necessário efectuar algum investimento de tempo inicial, como acontece com qualquer novo projecto, para encontrar o que realmente funciona para mim. Foi, também, necessário investir algum tempo na concepção e na execução do  meu BuJo.

O tempo investido no desenho e na execução do BuJo e do seu companheiro mais pequeno, o caderno de apontamentos, é, porém, parte importante do prazer do “bulletjournaling”, para quem gosta deste tipo de coisas. Quem não gosta, pode saltar esta parte… Já agora, o pequeno caderno de apontamentos não faz parte do Bullet Journal. É um simples caderno de apontamentos que substitui o BuJo, quando não for prático levar o irmão maior…

Agora, passado que está o primeiro mês de utilização, é só fazer algumas afinações e continuar a usar… Porque o que é bom e está bem feito dura… E dura… E dura…

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑